Blog

A importância da estimulação para o desenvolvimento infantil

Instituto MaterOnline

Sharing is caring!

Você sabia que a maioria dos nossos comportamentos são aprendidos? Sim, aprendemos praticamente todos os nossos comportamentos. A aprendizagem muitas vezes é confundida com conhecimento acadêmico, aquele que aprendemos na escola, mas aprendemos desde muito antes da escola. Já na barrida da mãe, os fetos podem aprendem muitos comportamentos, mas a maioria deles são aprendidos após o nascimento. Aprendemos a falar, sentar, andar, correr, pegar, lançar, morder, lamber etc. 

Os bebês nascem com vários comportamentos reflexos, que são os comportamentos não aprendidos, como o de sugar, engolir, fechar a palma da mão quando tocada, entre outros, esses comportamentos reflexos, vão gradualmente dando lugar para os comportamentos aprendidos, antes a criança fechava a mão, porque era colocado algum objeto na sua palma, por volta dos 3 meses, a criança passa a dominar esse comportamento reflexo e passa a ser aprendido, quando ela olha para um objeto ela pode intencionalmente estender seus braços na direção do objeto e pegar, sendo esse um comportamento não mais reflexo. 

Dessa forma, a estimulação é quando ensinamos a criança um comportamento que ela não exerce de forma reflexa, mas de forma aprendida. Uma criança só irá falar em português por exemplo, se ela for exposta à essa língua, caso contrário ela não falará português, ela não recebe geneticamente o dom de falar em português, ela só falará se observar outros também conversarem nessa língua, portanto, falar uma dada língua é um comportamento aprendido e só é possível executá-lo se recebermos a estimulação para isso. 

É esperado, por exemplo, que uma criança aos seis meses possa se sentar sozinha, ou seja, sentar sem apoio. Entretanto, se a criança não receber a estimulação adequada do meio para poder se sentar sozinha, ela não fará isso, demorará mais do que as outras crianças que receberam a estimulação. 

Crianças que não realizam um comportamento no período que se espera que ela faça, podem estar apresentando atraso em seu desenvolvimento, o que poderá trazer alguns prejuízos para a criança, inclusive para a fase escolar. 

Uma criança pode apresentar atraso no desenvolvimento devido a algum problema neuronal, por exemplo, que pode estar relacionado ao biológico que chamamos de maturação. E há atrasos no desenvolvimento, mesmo quando o biológico está adequado, mas por condições ambientais quanto à falta de estimulação, a criança poderá apresentar atrasos. 

Por isso é muito importante que os pais possam ficar atentos ao desenvolvimento da criança, identificar se o filho está realizando os comportamentos esperados para a idade é importante, caso perceba que a maioria das crianças já realizam um dado comportamento e seu filho com a mesma idade ainda não faz, pode ser um sinal que ele está apresentando atraso no desenvolvimento e é necessário uma avaliação de um profissional. A estimulação pode e deve ser realizada pelos próprios pais da criança. 

Abaixo apresento um quadro com as idades das crianças e o que se espera que ela faça naquela idade. Veja a idade de seu filho e observe se ele faz os comportamentos esperados, e quais comportamentos são importantes que você possa já ir oferecendo estimulação a fim de evitar atrasos. 

Desenvolvimento da Coordenação Motora Global 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *