setembro 14, 2020

Por Profª. Pós-Drª. Rafaela de Almeida Schiavo CRP/0693353

https://t.me/profissionaisemacao/468

Para chegarmos à resposta para essa pergunta, primeira precisamos compreender os conceitos de vulnerabilidade e resiliência.


A vulnerabilidade é quando a criança está exposta a múltiplos fatores de risco, como a pobreza extrema, violência, desnutrição, relações familiares conturbadas, e outros fatores que colocam a criança diante as situações adversas.


Quando a criança está exposta a muitos fatores de risco poderá vir a apresentar atrasos no desenvolvimento devido ao meio em que está inserida.


Já a resiliência se trata da capacidade do sujeito para superar e se adaptar a situações adversas.

Isso ocorre devido a algum recurso, ou seja, fator de proteção que a criança encontra no meio o qual se apega, um exemplo desse fator seria uma avó auxiliadora, compreensiva e acolhedora. A personalidade também pode influenciar na resiliência.

Portanto a resiliência não é inata, ou seja, não nasce com o sujeito, mas sim um processo que dependerá do meio em que o indivíduo está inserido e se neste existem fatores de proteção os quais ele possa se agarrar, então maiores são as chances dele conseguir desenvolver a resiliência.

Deixe seu comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}