janeiro 31, 2022

Por Profª. Pós-Drª. Rafaela de Almeida Schiavo CRP/0693353

A psicóloga perinatal pode contribuir de forma significativa nas políticas públicas PRINCIPALMENTE na área da PESQUISA, pois auxilia através dos resultados e informações importantes a serem consideradas acerca das necessidades de uma causa. É a partir das pesquisas que se conquista NOVOS ESPAÇOS e CONTRATAÇÕES de psicólogas, assim como nortear DECISÕES POLÍTICAS.

Outra forma possível seria entrar em contato com POLÍTICOS como vereadores, por exemplo, e sugerir PROJETOS DE LEI para ATENÇÃO PSICOLÓGICA NA PERINATALIDADE e atendimento psicológico às gestantes usuárias de Unidades Básicas de Saúde. Para isso é necessário que a psicóloga esteja munida de EVIDÊNCIAS CIENTÍFICAS para comprovar a importância, necessidade e eficácia deste projeto, mostrando dados de pesquisa e o direcionamento correto do encaminhamento para uma psicóloga ESPECIALIZADA na área. A partir daí, se o vereador VALIDAR a causa poderá INVESTIR na ideia para tramitação na câmara solicitando REIVINDICAÇÕES. Há cidades no Brasil que já possui essa realidade, ou seja, uma lei que regulamenta o CUIDADO com a saúde mental materna.

A população precisa estar CIENTE da importância do projeto e da atuação para cuidado da saúde mental materna, para isso é necessário DIVULGAÇÃO. A população ciente poderá se posicionar a favor unindo forças para contribuir na INSTALAÇÃO e  MELHORA das políticas públicas.

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}