novembro 10, 2021

Por Profª. Pós-Drª. Rafaela de Almeida Schiavo CRP/0693353

https://t.me/profissionaisemacao/3243

Uma crença muito comum entre os psicólogos é de que ele não é VALORIZADO, uma ideia muitas vezes construída desde a graduação na sala de aula. Quem nunca ouviu um professor falar “Se você quer ganhar bem, não seja psicólogo, escolha outra profissão”.

Infelizmente eu e milhares de outros psicólogos ouvimos isso, o que nos levou a construir uma CRENÇA de que a profissão do psicólogo é desvalorizada.

E aí se torna “tudo bem” cobrar na clínica valores muito a baixo do recomendado pelo nosso Conselho Federal de Psicologia, pois já existe a crença que não vamos ganhar bem mesmo, então é melhor aproveitar o que chega, mesmo que o preço cobrado não seja o justo pelo investimento que o profissional realizou para estar ali como profissional.

Mas eu tenho uma coisa para te dizer.

O Psicólogo é valorizado SIM, eu tenho contato com centenas de psicólogos diariamente e vejo isso muito tranquilamente. Eu mesmo sou psicóloga e vivo da psicologia, sou muito respeitada e valorizada pelos que me conhecem como Psicóloga.

Qualquer profissional que tenha um DIFERENCIAL e conhecimento específico e qualificado a oferecer AUMENTA-SE a percepção de valor.

Hoje no Brasil a maioria dos psicólogos atua de forma a não oferecer um diferencial, ou seja, atua-se SEM FOCAR em uma demanda ou área específica. Há pouca procura para fazer a diferença, o que dificulta na percepção de valor prestado.

Ao ter um conhecimento específico é necessário que o psicólogo MOSTRE aos possíveis clientes os benefícios do serviço com o psicólogo que conhece afundo sobre uma determinada queixa.

Mostrar que você estudou sobre aquele assunto que envolve a queixa do cliente e que por isso você tem um diferencial é importante.

Esse é o caso da Psicologia Perinatal. Uma gestante, uma mulher no pós-parto ao saber que existe um psicólogo com conhecimento específico nesta área, tem a oportunidade de escolher passar por um psicólogo que não tem esse conhecimento ou passar por um que compreenderá melhor, pois se dedicar exatamente a estudar essa área. Isso faz a diferença e aumenta no cliente a percepção de valor do profissional.

O PSICÓLOGO PERINATAL é ESCASSO entre os psicólogos no Brasil, representando aproximadamente menos de 1%, ou seja, uma área que por si só já viabiliza caminhos para ser um profissional de REFERÊNCIA, visto que há falta desse profissional no mercado e precisa-se de mais profissionais em vista da alta demanda.

Portanto, é possível ser valorizado sim, é possível viver da psicologia sim.

Mas também é preciso sair da zona de conforto, é preciso oferecer conhecimento específico, é preciso saber se divulgar e atrair os clientes.

Se você quer saber mais sobre isso, nós aqui do MaterOnline queremos te auxiliar a se tornar um profissional REALIZADO e RECONHECIDO, atuando com a Psicologia Perinatal.

Deixe seu comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}