outubro 18, 2021

Por Profª. Pós-Drª. Rafaela de Almeida Schiavo CRP/0693353

três meios de se trabalhar na prevenção de doenças e seus efeitos negativos na vida dos indivíduos. Prevenção Primária, Secundária e Terciária.

A PREVENÇÃO PRIMÁRIA visa prevenir uma doença específica, antes de acontecer no organismo do sujeito. A Prevenção Secundária, é quando a doença já está diagnosticada no corpo do sujeito, mas se cuida para que ela não evolua e a Prevenção Terciária é quando é preciso cuidados paliativos.

O Psicólogo Perinatal pode atuar em todas as formas de prevenção, mas é importante destacar que essa é uma área da psicologia que “tem a faca e o queijo na mão” para atuar na Prevenção Primária, que geralmente é a que menos vemos psicólogos trabalhando.

O Psicólogo Perinatal pode atuar com gestantes avaliando sua saúde mental e prevenindo que alterações emocionais surjam ao longo da gravidez, por meio da técnica de Atenção Psicológica às gestantes.

A prevenção primária é a forma mais importante e necessária de atuação, especialmente se tratando aqui de Psicologia Perinatal. Os psicólogos perinatais podem atuar com gestantes quando ainda não há o adoecimento psíquico por meio da prevenção primária. Sendo esta uma atuação essencial de prevenção e promoção de saúde mental materna.

Uma mulher grávida, por exemplo, que não está com alterações emocionais a nível significativo poderá receber atendimento psicológico onde podem ser utilizadas técnicas como a atenção psicológica para prevenir o adoecimento, o psicológico irá INVESTIGAR o relato da gestação, histórico de vida da mulher, fatores de risco e proteção para ansiedade, estresse e depressão, fantasias e medos.

Outro meio de prevenção primária são os grupos de gestantes onde em cada encontro é abordado um TEMA diferente com o objetivo de levar conhecimento e orientações.

A atuação na prevenção secundária e terciária também é de extrema importância, – considerando que já existem sintomas e alterações emocionais significativas – o psicólogo perinatal poderá oferecer suporte e qualidade de atuação para auxiliar a mulher que já se encontra em adoecimento como, por exemplo, a depressão presente no momento da gestação, podendo evitar no pós-parto se for tratada e cuidada durante a gravidez, sendo esta uma atuação de prevenção mais comum.

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}