agosto 16, 2021

Por Profª. Pós-Drª. Rafaela de Almeida Schiavo CRP/0693353

A(o) psicóloga(o) não só pode como também tem papel importante na cena de parto, entretanto NÃO é rotineiro e necessário em todos os partos. O psicólogo precisa ter o olhar CRÍTICO de que pode entrar nesta cena, porém não é USUAL e INDICADO para todos os nascimentos.

            São POUCAS as maternidades e espaços no Brasil onde se encontra o psicólogo no parto, geralmente isto irá ocorrer por motivos como gravidez de risco, internações durante a gestação, bebês com problemas de saúde e malformações, histórico de crises como tocofobia, entrega legal, e outros semelhantes, que PRECISA da presença do psicólogo.

            Existem situações em que o papel do psicólogo é confundido, então é IMPORTANTE que os profissionais da saúde tenham a CLAREZA deste papel, pois assim como um psicólogo não pode atuar como enfermeiro, a doula não pode atuar como psicóloga, nem o médico como fisioterapeuta e vice-versa. Cada profissão deve ter claro o seu papel e os LIMITES de sua ATUAÇÃO.

            O psicólogo que atua ou atuará na cena de parto por contratação PARTICULAR da gestante ou casal grávido, irá precificar de acordo com as horas que atuará podendo ser flexível no valor quando em partos mais longos, dependendo do caso precisará até mesmo ir até ao hospital/maternidade conversar com o profissional responsável acerca da NECESSIDADE e solicitação de autorização de sua participação, de preferência monido de informações CIENTÍFICAS para que a sua importância seja conhecida e validada.

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}