novembro 1, 2021

Por Profª. Pós-Drª. Rafaela de Almeida Schiavo CRP/0693353

https://t.me/profissionaisemacao/2025

A maioria dos psicólogos, precisam do conhecimento em psicologia perinatal, pelo menos o mínimo deste conhecimento, que nem sempre é ensinado nos cursos de graduação em Psicologia, mas é FUNDAMENTAL para um bom trabalho.

Na área jurídica a psicologia apresenta COMBINAÇÕES com a perinatalidade, uma vez que, o profissional desta área poderá atender, por exemplo, casos de infanticídio por PSICOSE puerperal. Este CONHECIMENTO perinatal poderá auxiliar na melhor forma de compreender e lidar com o caso.

Outros casos como, entrega legal e adoção também necessitam de INVESTIGAÇÕES que envolvem a perinatalidade. Questões relacionadas ao aborto, alienação parental, e outras demandas semelhantes que ao ter um CONHECIMENTO ESPECÍFICO possibilita ao psicólogo realizar uma investigação e análise mais AMPLA e COMPLETA em todas as dimensões.

O conhecimento em psicologia perinatal não se restringe apenas a quem quer ser psicólogo perinatal, mas TAMBÉM aos profissionais que atuam em outras áreas da psicologia. Onde existem mulheres, em especial mãe e/ou pai, existe a necessidade do psicólogo com conhecimento em perinatalidade e parentalidade, pois a qualquer momento pode aparecer um caso que demande este conhecimento e compreensões que podem mudar TODA perspectiva e conclusão.

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}