novembro 12, 2021

Por Profª. Pós-Drª. Rafaela de Almeida Schiavo CRP/0693353

https://t.me/profissionaisemacao/3269

Até hoje ainda existem muitos profissionais atuando com BASE em sua PRÓPRIA experiência e CRENÇAS de vida. Não só na psicologia, mas em TODAS as áreas, o que é algo preocupante e importante de se discutir. Na psicologia perinatal infelizmente isso é algo COMUM, mas que exige atenção e cuidado.

Profissionais novos que pouco conhecem de Psicologia Perinatal costumam agir baseado com crenças de sua própria experiência. Ao entrarem em contato com esse conhecimento há ainda os que DISCORDAM dos DADOS CIENTÍFICOS por estar CONVENCIDO de sua verdade não pautada em NENHUMA EVIDÊNCIA CIENTÍFICA.

Com isso, mulheres no período perinatal apresentam potencialidade de risco para problemas de saúde mental, uma vez que, são raros os Psicólogos que atuam nessa área Baseando-se em Evidências Científicas.

Há profissionais atendendo questões de transtornos mentais no pós-parto, sem ao menos conhecer o que é Violência Obstétrica. Há também aqueles que acreditam que Depressão neste período só acontece no pós-parto e que para ser depressão pós-parto a mulher precisa estar rejeitando o bebê, entre muitas outras crenças.

Muitos atuam nas clínicas, hospitais e na saúde pública sem ao menos compreender os fenômenos psicológicos envolvidos na perinatalidade, com base cientifica. A intervenção qualificada nesta área é aplicada pelos profissionais que se dedicaram a ESTUDAR, CONHECER essa área chamada Psicologia Perinatal.

Deixe seu comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}