março 28, 2022

Por Profª. Pós-Drª. Rafaela de Almeida Schiavo CRP/0693353

As crianças, filhos e filhas de pais homo afetivos tem mais riscos de apresentar algum problema psicológico ou emocional por conta dos preconceitos?

Preconceito, as crianças vão passar sim, na sociedade que a gente vive ainda hoje sim. Mas, até aí, a criança negra sofre preconceito. A criança pobre sofre preconceito. A criança sobre peso sofre preconceito… tudo aquilo que foge de um senso comum de “normalidade” é alvo de preconceito.

Então assim, não é o filho de pais homo afetivos que vai sofrer preconceito e discriminação. Mas são vários os coleguinhas, por diversas situações. Se você tiver um coleguinha que tem uma religião diferente ele vai sofrer preconceito e discriminação

A gente tem que trabalhar para que a que a gente viva em um país com o menor preconceito, discriminação, e que não incite o ódio. Mas, enfim, isso é um fruto que é reflexo de uma sociedade hetero-normativa.

E quem produz esse preconceito e discriminação? Em geral, são os próprios adultos heterossexuais que acabam colocando essa ideia nas crianças. Que tudo tem que ser padronizado, todo mundo tem que ser branco, todo mundo tem que ter dinheiro, todo mundo tem que ser heterossexual e isso é um grande problema para os pequenos. Então não é um casal homo afetivo que está trazendo prejuízo para aquela criança, entende?

O casal não deve se sentir culpado ou algo assim. Se as crianças estão tendo esse tipo de preconceito é porque a maioria dos pais heterossexuais não estão sabendo educar bem seus filhos, para uma sociedade diversa e inclusiva.

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}