agosto 11, 2021

Por Profª. Pós-Drª. Rafaela de Almeida Schiavo CRP/0693353

Há muitas pessoas que possuem a CRENÇA que a demanda em psicologia perinatal é somente de mulheres com baixas condições financeiras. No entanto, mulheres COM boas condições financeiras TAMBÉM precisam da atuação do Psicólogo Perinatal.

Se você é psicóloga(o), a psicologia perinatal é um conhecimento que você PRECISA ter, PRIMEIRO por não ter aprendido de forma profunda ou superficial sobre isso na graduação e SEGUNDO porque você receberá uma hora ou outra, essa demanda.

A prevalência de mulheres em situação de VULNERABILIDADE estatisticamente apresentam maiores chances de risco para desenvolver alterações emocionais significativas, mas isso NÃO significa que mulheres com condições socioeconômicas elevadas não tenha alterações.

 O fator RECURSOS FINANCEIROS não anula a mulher de problemas conjugais, problemas com os próprios pais, crenças sobre a maternidade, aliás, muitas dessas mulheres estão enfrentando a realidade de uma maternidade tardia, uma vez que o corpo encontra DIFICULDADES para engravidar por vias naturais, o que gera ESTRESSE e por vezes FRUSTRAÇÕES. São mulheres que também tem histórias na família, conflitos e até tendência genética para desencadear a depressão, por isso se torna uma crença irracional acreditar que pessoas com alto poder aquisitivo não enfrentam dificuldades emocionais ou não precisaram de um psicólogo perinatal.

A PSICOLOGIA PERINATAL é uma área promissora e de GRANDE oportunidade para o psicólogo, um campo próspero, pois há alto número de interessados tanto no setor PÚBLICO como no PRIVADO, a demanda existe e é alta, por isso precisamos compartilhar cada vez mais que existimos e que podemos oferecer um serviço ESPECIALIZADO e de QUALIDADE, para um PAI e/ou uma MÃE e que está enfrentando dificuldades emocionais e não sabe por quem procurar.

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}